Hábitos improdutivos podem interferir na gestão do seu tempo

Já vimos aqui no blog que os hábitos improdutivos trazem sérias consequências para qualquer indivíduo, independentemente de idade, credo, profissão ou posição social. Os maus hábitos são responsáveis por sintomas como o desânimo para enfrentar os desafios do cotidiano e, em casos mais graves, até problemas físicos, como a própria depressão. Você conhece alguém assim?

Entendendo os hábitos improdutivos

Afinal, o que é um mau hábito? Hábitos improdutivos são aqueles costumes que temos nos pequenos acontecimentos do cotidiano que nos levam para o negativo da situação. Ou seja, pegar uma simples fila no banco pode ser um imenso sacrifício se a pessoa não estiver disposta, não organizar a rotina e o pensamento, focando num objetivo. Agora, imagine fazer 20 tarefas em único dia e não gostar de nenhuma, não fazer nada com disposição? Difícil, né?!

O resultado dessa má gestão de tempo e de crenças não é imediato, mas com o tempo tudo passa a ser catastrófico e estressante. Onde será que esta pessoa vai verdadeiramente chegar?

As características de uma pessoa com hábitos improdutivos

Nem todos os hábitos que temos são improdutivos, atrapalham nosso desempenho no cotidiano, porém existem alguns exemplos que podem nos dar a noção se estamos neste caminho ou não. Vamos conferir o que pode influenciar a gestão de tempo!

1 – Falta de organização

Acredite, a desorganização causa um efeito de desiquilíbrio na vida de qualquer pessoa. Qualquer situação que poderia ter sido programada e organizada, acaba sendo uma tarefa difícil de ser resolvida. Quer um exemplo? Entrega de um trabalho marcada para o dia 20. Adivinha quando a pessoa começa a fazer as atividades? Isso é uma má gestão de tempo.

2 – Falta de planejamento

A falta de planejamento é um dos piores hábitos improdutivos. Sempre falo em meus conteúdos e programas sobre a importância de se organizar com as datas, focos e metas. Planejar não significa que você seguirá tudo conforme estabelecido, que você só renderá se o futuro for como você pensou. Planejar é ter um escopo do que é prioridade, do que levará você ao seu objetivo. Só assim com essa base é que você saberá retomar o foco.

3 – Prioridades erradas

Um outro costume que é bem comum na lista dos hábitos improdutivos é não saber o que é prioridade no cotidiano. O seu tempo é valioso e por isso você precisa decidir o que demandará mais de você e como poderá resolver isso, colocando então cada tarefa na agenda por ordem de prioridade. A gestão de tempo é justamente esquematizar as horas, gerir isso da melhor forma possível para si mesmo.

4 – Viver nas Redes Sociais

As redes sociais formam um dos maiores desafios da sociedade moderna e isso reflete na gestão de tempo. Como juntar o virtual com o presencial? Como equilibrar e ficar um pouco com a família e depois com os amigos online? Não há uma receita perfeita para isso, porém quem quer fazer o dia render e espantar um dos piores hábitos improdutivos precisa reservar um pequeno tempo para as mídias sociais. Não gaste mais de uma hora com isso, muito menos se for no meio do dia e sem necessidade.

5 – Falta de tempo para si

Na lista dos hábitos improdutivos não poderia faltar o costume de não ter tempo para si mesmo. Apesar de caminharmos para um processo de autoconhecimento, muitas pessoas ainda vivem numa rotina conturbada, possuem o costume de deixar suas necessidades de lado. Na gestão de tempo esse detalhe faz toda a diferença, pois uma pessoa que consegue vivenciar os momentos pessoais pode se tornar mais produtiva, mais disposta.

De um modo geral, a mensagem que busco passar nos programas de coaching é que hábitos podem ser transformados e a produtividade é algo alcançado, possível de ser vivido.

Vamos transformar isso juntos?

Você sente que o dia passa e não produziu nada?
Sente que poderia estar aproveitando melhor o seu tempo?

Se você se sente assim tenho um MÉTODO para você!

Essa é uma oportunidade de você mudar sua vida!

Conheça o Método Life Time, o TEMPO ESTÁ PASSANDO!
🎯⏱

Compartilhe